forproli

Portal

PROJETOS

A construção da identidade profissional em narrativas de memórias educacionais e memoriais da formação de estágio de licenciaturas em Letras Português-Inglês.

Coordenação: Profa. Dra. Cláudia Maria Bokel Reis

RESUMO

Este projeto de pesquisa tem por foco investigar a formação identitária inicial de futuros professores de Letras Licenciatura Português-Inglês, numa perspectiva que considera a produção escrita dos licenciandos em seu caráter formador e produtor de novos conhecimentos sobre a profissão docente. Durante o projeto, coletaremos, analisaremos e interpretaremos a produção discursiva memorialística dos licenciandos em Letras, observando a construção da identidade profissional por um viés discursivo que considera a escrita em seu caráter dialógico, polifônico (Bakhtin, 2002; Reis, 2005). A escrita também é considerada em seu aspecto de reconstituição da memória de si, um aspecto que considera a constituição discursiva das identidades como posicionamentos discursivos (Davies & Harré, 1999). Interessa-nos, pois, investigar que posicionamentos podem ser constituídos em discurso e tornados salientes para a formação docente e consequente construção identitária dos licenciandos para a elaboração de um compromisso do self na formação inicial em relação à profissão de professor.

 

Produções de sentido na elaboração e utilização do Material Didático de Língua Materna e Estrangeira.

Coordenação: Prof. Dr. Sergio Luiz Baptista da Silva

Este projeto de pesquisa tem por objetivo analisar o uso dos diferentes materiais didáticos elaborados e/ou utilizados nas aulas de Língua Materna e Estrangeira na Educação Básica. Este material pode ser encontrado na forma de livro didático, livros diversos (literários, coleções etc.), textos da mídia, vídeos diversos (filmes, jornais televisivos, seriados etc.), apostilas, folhas de exercícios, dentre outros.
Partimos do pressuposto de que estes materiais didáticos em si não são produtores de sentidos, mas somente levando em consideração o Projeto Político Pedagógico da Escola e as demandas criadas no curso, assim como o contexto escolar no qual o material didático passa a ser um objeto necessário para o processo de ensino-aprendizado.
Este projeto de pesquisa será realizado em diversas escolas da rede pública da cidade do Rio de Janeiro nas aulas de Língua Materna e Estrangeira, buscando entender quais os sentidos dados pelos utilizadores do material selecionado. Para tanto serão realizadas, conforme a demanda, entrevistas semi-estruturadas, observação de aulas, participação do processo de ensino/aprendizagem, tudo isso dentro de uma abordagem metodológica qualitativa e/ou etnográfica.

 

Letramento literário e formação de professores de língua estrangeira

Coordenação: Prof. Dr. Antonio Francisco de Andrade Júnior

RESUMO

O objetivo desta pesquisa é refletir em torno do papel da leitura literária na formação e na atuação de professores de língua estrangeira, tendo em vista que a literatura aí constitui um saber cuja validade é frequentemente questionada, mesmo dentro da universidade, por discursos que se originam em diferentes esferas sociais. A partir do referencial teórico da Análise do Discurso (BAKHTIN 2010, FOUCAULT 2002, MAINGUENEAU 2006), tentamos assinalar o modo como os distintos valores atribuídos ao discurso literário, postos em circulação nos espaços da escola, do curso livre, da família, dos círculos sociais etc., produzem uma inegável ancoragem nas cenas de enunciação cuja intenção é ensinar/aprender literatura no contexto das licenciaturas de língua estrangeira. Numa primeira etapa, levantaremos dados relativos aos currículos atuais dos cursos de Letras, principalmente os da habilitação Português-Espanhol – nossa área específica de atuação –, oferecidos por universidades públicas do Rio de Janeiro, buscando examinar as problemáticas advindas com as mudanças exigidas pela legislação que normatiza a reforma das licenciaturas (CNE/CP 2002/1-2). Inseridos no contexto dessa discussão, almejamos refletir a propósito do conceito de letramento literário, no sentido de mostrar, sobretudo, como a instância universitária vem sendo pouco enfatizada e problematizada pelas pesquisas relacionadas à leitura e à formação do leitor literário no Brasil. Com isso, pretendemos apontar caminhos para se repensar o papel da universidade na formação efetiva de professores-leitores da literatura em língua estrangeira.

 

Discursos e práticas de professores (atuantes e em formação) de língua e literatura: aspectos constitutivos das vivências em sala de aula

Coordenação: Profa. Dra. Danielle de Almeida Menezes

Este projeto de pesquisa tem por objetivo conhecer os discursos sobre a prática pedagógica de professores em serviço e pré-serviço de língua materna, língua estrangeira e literaturas correspondentes. A fim de perceber se o discurso sobre a prática reflete-se na prática pedagógica em si, interessamo-nos por investigar também salas de aula da educação básica em que o ensino de línguas e literaturas acontece. Nossos focos investigativos embasam-se na compreensão de discurso como uma forma de ação, uma maneira através da qual as pessoas são capazes de agir sobre o mundo, sobre os outros e um modo de representar o que se constrói como realidade circundante, carregando em seu bojo uma relação de intertextualidade com outros discursos (Fairclough, 2001; Bakhtin, 2006 [1979]). Entendemos ainda que “todo sistema de educação é uma maneira política de manter ou de modificar a apropriação dos discursos, com os saberes e os poderes que eles trazem consigo” (Foucault, 2009 [1971], p. 44). Por essa razão, a fim de conhecer tais saberes e poderes, há necessidade de se investigar empiricamente as salas de aula, microcosmos de um sistema educacional. Metodologicamente, seguimos uma orientação de base mista, que nos permite lançar mão de instrumentos de coleta de dados qualitativos e quantitativos, como entrevistas, questionários, protocolos verbais, notas de campo, dentre outros que se fizerem pertinentes.

 

Experiências, narrativas e identidades na prática de ensino de professores de línguas em formação.

Coordenação: Prof. Dr. William Soares dos Santos

RESUMO

Este projeto de pesquisa se propõe a investigar a área de formação de professores de línguas em seus múltiplos aspectos, privilegiando compreensões advindas do estudo das narrativas e do estudo da construção de identidades dos envolvidos (alunos e professores de escolas públicas, professores em formação enquanto alunos da Faculdade de Educação da UFRJ e professores de Prática de Ensino de Línguas da UFRJ).
O projeto focaliza as relações entre discurso e construção da identidade social de professores de línguas em formação através de abordagens de pesquisas de cunho etnográfico que se alinhem a perspectivas interdisciplinares a fim de possibilitar a compreensão e, se necessário, o desenvolvimento de propostas de intervenção nos múltiplos espaços de formação do licenciando.



Avenida Pasteur, 250, Palácio Universitário, 2º andar (Fórum de Ciência e Cultura) – Campus Praia Vermelha – Rio de Janeiro – CEP 22.290-240

www.educacao.ufrj.br